Tragédia da vaidade: Homem morre após procedimento estético radical

Henrique chegou à clínica acompanhado de seu companheiro na manhã de segunda-feira. Após a limpeza de pele, ele recebeu anestesia para amenizar a dor e, em seguida, passou por raspagem da pele e aplicação do fenol.

Tragédia da vaidade: Homem morre após procedimento estético radical

Um homem de 27 anos, identificado como Henrique da Silva Chagas, morreu na segunda-feira (03) após realizar um procedimento estético conhecido como "peeling de fenol" na clínica Studio Natalia Becker, no bairro Campo Belo, em São Paulo. O caso está sob investigação da Polícia Civil, que inicialmente o registrou como morte suspeita.

O peeling de fenol é um procedimento que promete rejuvenescimento facial, removendo manchas e acne. No entanto, o produto utilizado, o fenol, é tóxico e pode causar diversos problemas de saúde, incluindo arritmias, parada cardíaca, alergias e riscos hepáticos.

Henrique chegou à clínica acompanhado de seu companheiro na manhã de segunda-feira. Após a limpeza de pele, ele recebeu anestesia para amenizar a dor e, em seguida, passou por raspagem da pele e aplicação do fenol. O procedimento, que durou cerca de uma hora, foi considerado um "sucesso" pela esteticista Nathália Becker, proprietária da clínica e com mais de 200 mil seguidores nas redes sociais.

Segundo o boletim de ocorrência, após o término do procedimento, Nathália chamou o companheiro de Henrique para informá-lo que o paciente havia "resistido bem à dor" e que tudo correu conforme o planejado. No entanto, logo em seguida, Henrique começou a apresentar mal-estar, respirando com dificuldade. Funcionárias da clínica chamaram o SAMU.