Ci√™ncia, Sa√ļde e Lifestyle Dicas de sa√ļde

Saiba como ingerir bebidas álcoolicas com segurança no calor

Subst√Ęncia alco√≥lica inibe horm√īnio antidiur√©tico, elevando desidratação, e agrava quadros de hipertensão, al√©m de impactar sa√ļde mental

Por DANIELLE CASTRO/ FOLHAPRESS

18/11/2023 às 22:29:40 - Atualizado h√°
O álcool consumido em dias quentes inibe a produção de um hormônio antidiurético chamado vasopressina (ou ADH) | Foto: reprodução

Consumir bebidas alco√≥licas em busca de bem-estar durante as ondas de calor pode não ser uma boa ideia. O que muitos consideram um al√≠vio para as altas temperaturas pode, na verdade, provocar uma desidratação ainda mais intensa.

Especialistas afirmam que a ingestão de √°lcool pode tamb√©m agravar a situação de quem tem problemas cardiovasculares, neurol√≥gicos ou psiqui√°tricos. A recomendação durante as altas temperaturas √© pegar leve no consumo alco√≥lico, não beber ou moderar bem, reforçando todas as rodadas com boas doses de √°gua para compensar as perdas.

O farmac√™utico bioqu√≠mico Rafael Appel Flores, diretor cient√≠fico da empresa Dr. Fisiologia e p√≥s doutor em neuroendocrinologia pela Universidade de São Paulo (USP), destaca que no calor √© fundamental pensar no metabolismo das subst√Ęncias antes de ingeri-las.

O √°lcool consumido em dias quentes inibe a produção de um horm√īnio antidiur√©tico chamado vasopressina (ou ADH), o que amplifica a desidratação e coloca em risco o organismo j√° prejudicado pela temperatura.

"Esse √© um horm√īnio produzido em uma região do c√©rebro chamada hipot√°lamo e que √© secretado pela gl√Ęndula hip√≥fise. O √°lcool inibe a ação desse horm√īnio e uma das ações do ADH √© justamente nos rins, aumentando a reabsorção de √°gua na hora que vai ocorrer a filtração do sangue e a formação da urina", diz Flores.

Na pr√°tica isso significa que vamos urinar mais vezes do que precisar√≠amos s√≥ porque ingerimos √°lcool. "O rim começa a eliminar mais √°gua na urina. Da√≠ vem o efeito diur√©tico que o √°lcool tem, por isso as pessoas tendem a ir mais no banheiro, por exemplo, quando tomam cerveja", afirma o pesquisador.

E a perda de líquido que seria fácil de repor em um dia de temperatura amena, somatiza com a necessidade de equilibrar a temperatura.

"No calor o corpo naturalmente perde √°gua atrav√©s do suor para manter a temperatura corporal. Então, a gente j√° desidrata quando est√° em per√≠odos muito quentes", diz Flores.

Pessoas que t√™m problemas cardiovasculares tamb√©m precisam ficar atentas, por uma tend√™ncia de mais variações na pressão sangu√≠nea devido às altas temperaturas. "Se a pessoa ingere bebida alco√≥lica, isso pode potencializar essa carga no sistema cardiovascular e prejudicar ainda mais o controle da pressão", avalia.

O especialista diz que o √°lcool, em geral, não √© ben√©fico para a sa√ļde humana, mas que isso não implica em deixar de consumir totalmente a subst√Ęncia. "O recomend√°vel √© sempre consumir moderadamente e que, entre um copo ou outro de cerveja, por exemplo, voc√™ tome √°gua para que, consequentemente, não tenha um efeito tão prejudicial no seu corpo."

A desidratação, segundo a Organização Mundial de Sa√ļde (OMS) √© uma grande preocupação diante do aquecimento global, uma vez que a √°gua compõe 70% do organismo humano. Fundamental para as reações metab√≥licas, a √°gua do nosso corpo cont√©m eletr√≥litos e sais minerais que fazem o organismo funcionar e emitir informações importantes para a sobreviv√™ncia.

O corpo desregulado por falta de √°gua pode apresentar sintomas como hipertermia (corpo muito aquecido), exaustão, confusão mental, √Ęnsia e v√īmito, cãibras, alterações cardiovasculares e at√© fal√™ncia de rins e √≥rgãos, com chances aumentadas de mortalidade do paciente.

"Pacientes que não t√™m função renal podem induzir função renal por conta da desidratação, √© um problema s√©rio", diz Natan Chehter, geriatra membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) e do Hospital Estadual M√°rio Covas.

O m√©dico reforça que idosos são um grupo particularmente sens√≠vel à falta de √°gua no organismo e que o consumo de √°lcool piora uma condição j√° agravada pelo calor intenso.

"A desidratação tem consequ√™ncias muito s√©rias. Um idoso pode ter alteração de estado mental, pode ter confusão, sonol√™ncia excessiva, ou ao contr√°rio, pode passar por um per√≠odo de agitação. Pacientes que j√° t√™m alguma doença, seja ela neurol√≥gica ou psiqui√°trica, podem ter descompensação desses problemas", afirma Chehter.

Fonte: Dol
Comunicar erro

Coment√°rios Comunicar erro

LIG News

© 2023 LIG News - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

LIG News