Brasil vai transferir tecnologia de monitoramento por satélite para os países da OTCA

Parceria entre os pa√≠ses da OTCA ir√° melhorar o trabalho de preservação do bioma

A ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos | Divulgação/Presidência

A ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos | Divulgação/Presidência

A ministra da Ci√™ncia, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, anunciou neste s√°bado (5), em Bel√©m, que o Brasil vai transferir tecnologia de monitoramento por sat√©lite para os pa√≠ses da Organização do Tratado de Cooperação da Amaz√īnia (OTCA). Durante entrevista no Di√°logos Amaz√īnicos, ela explicou que a cooperação cient√≠fica inclui a capacitação de pesquisadores e especialistas dos pa√≠ses da Amaz√īnia para a implementação de programas de monitoramento do bioma em seus territ√≥rios. A capacitação ser√° feita pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), unidade de pesquisa do MCTI, que monitora o desmatamento da floresta atrav√©s de imagens de sat√©lite de observação da Terra.

"Todos sabem que o Inpe √© refer√™ncia global no monitoramento dos biomas brasileiros, em especial, da Amaz√īnia. √Č essa compet√™ncia que nos coloca como pot√™ncia cient√≠fica na Am√©rica Latina e como importante elo na construção das relações internacionais do Brasil", disse a ministra.

Luciana Santos acrescentou que o MCTI tamb√©m quer incluir os pa√≠ses da OTCA na rede de modelagem clim√°tica liderada pelo Inpe e que envolve diversos √≥rgãos federais. Com essa ampliação, os pa√≠ses amaz√īnicos terão acesso, de forma rotineira, às previsões num√©ricas geradas pelo Inpe em diversas escalas. Al√©m disso, com esse sistema, os pa√≠ses poderão alcançaro estado-da-arte em previsão da atmosfera e oceanos.

"O Minist√©rio da Ci√™ncia, Tecnologia e Inovação √© a favor da ci√™ncia aberta e da transfer√™ncia de tecnologia entre os pa√≠ses para ampliar o acesso da população aos benef√≠cios da ci√™ncia e melhor a vida das pessoas", defendeu a ministra.