Energia pesada: Mais de 80 mil famílias no Pará podem perder descontos na conta de luz

Somente em Belém, 18.559 famílias podem perder o benefício.

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

A concessionĂĄria de energia Equatorial ParĂĄ informou que 83.651 famĂ­lias do Estado podem perder o benefĂ­cio da Tarifa Social de Energia ElĂ©trica (TSEE) que concede desconto de atĂ© 65% na conta de luz. Isso pode ocorrer pela falta de atualização cadastral do NIS - NĂșmero da Identificação Social, no Cadastro Único (CadÚnico).

Somente em BelĂ©m, 18.559 famĂ­lias podem perder o benefĂ­cio. Entre as cidades com o maior nĂșmero de clientes que precisam atualizar o cadastro tambĂ©m estão Ananindeua (6.034), Castanhal (3.015), MarabĂĄ (2.930), SantarĂ©m (2.598) e Altamira (1.243). O benefĂ­cio pode ser retirado das famĂ­lias que não atualizam as informações no CadÚnico hĂĄ dois anos ou mais. Para regularizar a situação, elas devem procurar, com urgĂȘncia, o Centro de ReferĂȘncia de AssistĂȘncia Social (CRAS) mais próximo.

O TSEE Ă© um programa do governo federal que alcança famĂ­lias de baixa renda, quilombolas, indĂ­genas ou que recebam o BenefĂ­cio da Prestação Continuada - BPC, cujo desconto pode chegar atĂ© 65% na fatura.