Joelma Kláudia lança álbum em show no Teatro Waldemar Henrique

O √°lbum j√° tem cinco faixas nas plataformas de m√ļsica e quatro faixas no projeto audiovisual "Antessala Nua&Crua", dispon√≠vel no canal da artista no Youtube. O √°lbum estar√° completo nas plataformas de √°udio somente em 17 de maio, dia do show.

Joelma Kláudia lança álbum em show no Teatro Waldemar Henrique

A cantora e compositora paraense Joelma Klaudia lançar√° o novo √°lbum "Nua & Crua" durante show no próximo dia 17 de maio (sexta-feira), no Teatro Waldemar Henrique, às 20h, com a participação de Raidol. O novo trabalho da artista não √© apenas um disco, mas um di√°rio pessoal e tamb√©m um recado às mulheres. V√≠tima de um relacionamento abusivo e violento no passado, Joelma se revela nas canções como fr√°gil e forte, doce e alegre, viva e forte. Ela bebe nas fontes da própria história para transmutar a dor em arte e alegria, para lançar luzes sobre um sofrimento feminino mais comum do que se possa imaginar.

Autora do hit "Pretinha" (co-autoria de George Monteiro), que foi m√ļsica-tema do Carnaval de um canal de TV de Bel√©m, em 2020, Joelma Klaudia apresenta o terceiro disco da carreira, depois de "Amazônia Lounge" (2016) e de "Dias Assim" (2007). "Nua & Crua" nasce após dois anos de produção, com sete faixas de influ√™ncias variadas, como brega, MPB, samba, ijex√°, reggae-blues e ritmos africanos.

O √°lbum j√° tem cinco faixas nas plataformas de m√ļsica e quatro faixas no projeto audiovisual "Antessala Nua&Crua", dispon√≠vel no canal da artista no Youtube. O √°lbum estar√° completo nas plataformas de √°udio somente em 17 de maio, dia do show.

EMPODERAMENTO

"√Č um disco feminista, todas as faixas conversam com as mulheres", antecipa a cantora. A m√ļsica "Muito Prazer", com letra de Ab√≠lio Dantas, abre o √°lbum evidenciando as viol√™ncias culturais contra a mulher, como o cortes do parto normal que ceifam o prazer feminino e as meninas evang√©licas de cabelos longos que acabam escalpeladas nos motores de barcos amazônicos. Os batuques regionais potencializam a energia na voz marcante de Joelma Kl√°udia, que conclama as mulheres a bradar "Meu corpo √© meu lugar".

"Não queira me silenciar que eu canto mais alto, se não rodo a minha baiana, respeite o meu salto", manda o recado no samba "Respeite o meu salto", composição dos paulistas Gilmar Seixas, Rog√©rio Xim√ļ e Xannd Sy. A m√ļsica evidencia a mulher empoderada que todo homem tem que respeitar. "Essa m√ļsica traz as b√™nçãos das Yab√°s, que são orix√°s femininas de luta. Esse disco vem quebrar o machismo, a intolerância religiosa e um monte de coisas", ressalta Joelma.

Outro destaque do projeto √© o brega calipso "Cai Fora", de autoria de Pedro Vianna, sobre uma mulher que se cansou do relacionamento abusivo. A m√ļsica √© um convite para dançar lento e agarradinho com a mensagem de virada de p√°gina: "Cansei da tua fuleragem, desgraça pouca √© bobagem, pra ti não tem mais perdão. Cai fora, não quero mais te ver. Vou mudar de vida, vou curtir por a√≠".

O disco foi gravado no Midas Amazon Studio, sob a direção musical do Davi Amorim, que divide os arranjos com Jogus Oliveira, filho de Joelma Klaudia. A produção musical √© da própria Joelma Kl√°udia. Mas, para o show de lançamento, a cantora est√° convidando instrumentistas mulheres para compor a banda.

No palco, Joelma Klaudia ser√° acompanhada por uma banda potente formada por Davi Amorim (guitarra e violão), Inesita (baixo), Loba (percussão), M√°rcio Jardim (percuteria), Jogus (violoncelo e violão), Bea (Teclados) e Maria Borges (flauta).

PASSADO

"O Nua&Crua nasceu da necessidade de cantar sobre as diversas viol√™ncias sofridas por nós, mulheres, e das nossas superações. Eu, que passei por uma relação abusiva e extremamente violenta com lesão corporal, sofrimento f√≠sico e psicológico, lesão moral e patrimonial, sei que √© dif√≠cil sair das garras dos agressores porque eles roubam, entre outras coisas, toda a nossa autoestima e coragem para encarar a vida", narra Joelma Kl√°udia, que chegou a sofrer uma fratura no ombro e de levar o caso à Delegacia a Mulher. Mesmo referenciando um tema dif√≠cil e revivendo o passado em cada canção, o novo √°lbum √© uma ode à alegria e à vida. "Apesar de todas as dores vividas, em cada faixa do "Nua&Crua", eu venho falar de superação, de volta por cima, de retomar as r√©deas, de protagonismo e, principalmente, de autoamor", resume a artista.

Imagem: Divulgação